Quem sou eu

Minha foto
O grupo Mulheres 4 Estações,nasceu do encontro de ideias de 3 mulheres, ao perceberem em si o quanto é prazeroso e enriquecedor a troca de vivencias, já que tantas vezes nos reconhecemos no pensamento e sentimento alheio. Então veio o desejo de compartilhar essa experiencia com outras mulheres..... e assim como a natureza se reveste das estações para se revelar aos nossos olhos,nós nos revestimos do falar e ouvir, para nos revelar a nós mesmas.........

domingo, 21 de maio de 2017

A ADIADA ENCHENTE

Velho, não.
Entardecido, talvez.
Antigo, sim.
Me  tornei  antigo
porque a vida,
tantas vezes, se demorou.
E  eu a esperei
como  um  rio  aguarda  a  cheia.
Gravidez de fúrias e cegueiras,
os bichos perdendo o pé,
eu perdendo as palavras.
Simples espera
daquilo que não se conhece
e, quando se conhece,
não se sabe o nome 
( Mia couto )
                          (Foto de Tais A.)


17 comentários:

  1. As palavras de Mia... simples e tão profundas... são um privilégio de se poder apreciar!...
    Grata por esta partilha maravilhosa, Sônia!
    Beijinho! Boa semana!
    Ana

    ResponderExcluir
  2. Belo e de uma profundidade envolvente
    Mia Couto e seus escritos fantásticos
    Adoroooo.
    Um grande beijo, Sonia

    ResponderExcluir
  3. Olá Sonia
    Gostei da alusão do velho ao antigo, perfeito poema, e de novo deixo sua pagina aberta para ouvir a músicakkkkk.
    Bjs


    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá Sónia. Como é lindo este poema.A foto está lindíssima. Querida, obrigada pelo carinho, beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Realmente, velho é uma coisa antigo é outra.
    Amei o poema.
    Adorei a musica.
    bom final de semana.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  6. Realmente, velho é uma coisa antigo é outra.
    Amei o poema.
    Adorei a musica.
    bom final de semana.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Demorei a chegar aqui, depois de 2 meses passados no Brasil, visitando os meus pais e deparo- me com um lindo poema de Mia Couto. E a vida é assim, passando a seu ritmo e nós cada vez mais " entardecido ", esperando sempre que ela nos permita mais um dia, um entardecer, uma noite serena. Amiga, obrigada por este belo momento e desejo-te um bom fim de semana. Beijinhos
    Emilia

    ResponderExcluir
  8. Olá Sônia!
    As últimas linhas deste belíssimo poema de Mia Couto são grandiosas e verdadeiras. Quantas vezes eu perco as palavras...
    Um beijo querida e ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
  9. Sempre maravilhoso tudo o que escreve o Mia Couto.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  10. Boa tarde Sônia!
    A Mia Couto escreve maravilhosamente. O poema é belo.
    Linda essa música de fundo.
    Boa semana pra ti!
    Um abraço e um sorriso!
    Escrevinhados da Vida

    ResponderExcluir
  11. Muitas vezes, a espera é sofrida, angustia... ainda mais nos dias de hoje, que queremos tudo tão rápido.

    Abraços e feliz dia.

    ResponderExcluir
  12. Sempre uma emoção ler Mia Couto.
    Um abraço

    ResponderExcluir