Quem sou eu

Minha foto
O grupo Mulheres 4 Estações,nasceu do encontro de ideias de 3 mulheres, ao perceberem em si o quanto é prazeroso e enriquecedor a troca de vivencias, já que tantas vezes nos reconhecemos no pensamento e sentimento alheio. Então veio o desejo de compartilhar essa experiencia com outras mulheres..... e assim como a natureza se reveste das estações para se revelar aos nossos olhos,nós nos revestimos do falar e ouvir, para nos revelar a nós mesmas.........

terça-feira, 4 de abril de 2017

PARA MINHA MÃE

Mãe! 
Se ainda estivesse entre nós, hoje seria seu aniversário. Mais de vinte anos que você se foi e quanta saudade deixou. 
Hoje, pensando em você, me questionei se poderia ter te amado mais. 
Nunca perguntei se era feliz com a vida que tinha, qual sua música preferida, nem te contei sobre meus sonhos.
Também nunca te falei de como eram deliciosos os doces que fazia, a macarronada de domingo, os passeios ao  zoológico.
Sempre fomos tão próximas e ao mesmo tempo tão distantes, você nunca foi de falar sobre si, eu, segui o mesmo caminho e tão pouco falei de mim. 
De repente, soube que estava doente, evoluiu tudo tão rápido. 
Lembro um dia de  perguntar se estava com medo da morte, você disse que não, mas que iria sentir muitas saudades dos filhos e netos.

Foi tanto amor e aceitação que vi nos seus olhos que pela primeira vez eu disse em palavras, te amo.
Quando você partiu, ficou um buraco tão grande em mim que minha mente apagou muitas lembranças. 
Eu tentava recordar momentos, conversas  e não conseguia, foi preciso um longo tempo para voltarem a habitar minha memória.
Eu me perguntava:  porque não  falei mais vezes que te amava? 
A verdade é que havia um certo constrangimento em falar sobre isso. 
Você também nunca nos falou de amor,  mas eu sempre me senti amada, acarinhada e sei que meus irmãos sentiam o mesmo. 
Enquanto te escrevo, recordo uma poesia de Adélia Prado "...aquele dia de noite, o pai fazendo serão, ela falou comigo: 
"Coitado, até essa hora no serviço pesado."
Arrumou pão e café , deixou tacho no fogo com água quente.
Não me falou em amor.
Essa palavra de luxo."
Assim, era você mãe, embora não o dissesse, se vestia de amor todos os dias e tão feliz nos fazia. 
Gratidão e amor eterno. 

(Sônia A.)

                                   (imagem do google)

32 comentários:

  1. Que lindo e emocionante! Tocante carinho! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Me emocionei, vivi exatamente isso com minha mãe... muito igual... abraços, Clauzir

    ResponderExcluir
  3. Mto lindo irmã,nossa mãe deixou uma saudade que será eterna, fomos felizes por te lá junto de nós!!!

    ResponderExcluir
  4. Mto lindo irmã,nossa mãe deixou uma saudade que será eterna, fomos felizes por te lá junto de nós!!!

    ResponderExcluir
  5. Querida Sônia,

    Fiquei tão emocionada com este belíssimo, sentido e tão único texto, no que você expressa amor, saudade e laços
    eternos. Assim, é o amor nestes laços numa infinitude de um sentir que pulsa saudade. Você descreveu este buraco (vazio...) da ausência da mãe, que fica como abismo, porém um abismo que nos acolhe com as lembranças tão presentes
    a nos acalentar com a luz suave da mãe que sempre permanecerá em nós!...

    Beijo e um grande abraço solidário!

    ResponderExcluir
  6. Boa noite Sônia. Tenho certeza de que à sua maneira sua mãe sempre soube de seu amor. As gerações mais velhas não tinham mesmo esse costume de falar abertamente de amor com os filhos...talvez por um certo entendimento do que era respeito, havia essa distância polida, esse não contar o que se passa na intimidade, fazendo-nos pensar que nossos pais eram até isentos de problemas, tão serenamente pareciam enfrentar tudo.
    Essa sua belíssima confissão por certo chegou à sua mãe...e na comunhão desse amor, as almas se reencontram mais uma vez.
    Um grande abraço!
    Bíndi & Ghost

    ResponderExcluir
  7. Ola querida!Emocionante! Graças à estes luxos da tecnologia,eu posso dizer a minha mae,Amo-te mãe, todos os dias.Mas n é fácil viver longe de quem amamos, grande beijinho

    ResponderExcluir
  8. Foi com uma lágrima a correr que li o texto, muito intenso, muito comovente. Uma bonita homenagem..
    Viverá sempre, sempre no teupensamento e coração.
    Um grande beijinho!

    ResponderExcluir
  9. Lembranças e gratidão de um grande amor! Amor de mãe é majestoso!!
    Bom fim de semana.
    O meu carinho

    ResponderExcluir
  10. Uma ligação muito forte esse amor maternal, me fez chorar com suas palavras, pois lembrei da minha que estava bem , saiu para uma cirurgia feliz dizendo que assim que voltasse do hospital ia plantar um pé de chuchu e foi-se para sempre.É muito triste, mães deveriam ser eternas, quanta falta faz!

    emoção! bj

    ResponderExcluir
  11. Uma ligação muito forte esse amor maternal, me fez chorar com suas palavras, pois lembrei da minha que estava bem , saiu para uma cirurgia feliz dizendo que assim que voltasse do hospital ia plantar um pé de chuchu e foi-se para sempre.É muito triste, mães deveriam ser eternas, quanta falta faz!

    emoção! bj

    ResponderExcluir
  12. Uma ligação muito forte esse amor maternal, me fez chorar com suas palavras, pois lembrei da minha que estava bem , saiu para uma cirurgia feliz dizendo que assim que voltasse do hospital ia plantar um pé de chuchu e foi-se para sempre.É muito triste, mães deveriam ser eternas, quanta falta faz!

    emoção! bj

    ResponderExcluir
  13. Oi Sonia! Lá pertinho de Deus onde ela está, com certeza ficou feliz com essa sua lembrança! As mães não morrem... elas se eternizam em estrelas e, ao olhar o céu, a que mais brilhar é com certeza a nossa mãe a nos cuidar! Bjks e um bom final de semana! Tetê

    ResponderExcluir
  14. Eu te entendo tão bem! Daqui a dias fará dois anos que vi partir meu pai...
    Beijo grande.

    ResponderExcluir
  15. Senti cada palavra... E me comovi...
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  16. Palavras que me tocaram profundamente. Tenho também muitas saudades da minha...

    Beijinho.

    ResponderExcluir
  17. A saudade nos remete a desafios por vezes pesados demais.
    cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  18. O meu avô, se fosse vivo, também fazia anos no dia 4.
    Palavras lindíssimas!

    r: É mesmo*

    ResponderExcluir
  19. Emocionei com cada palavra, ainda mais,
    por que hoje ser o aniversário de minha mãe. Uma época doída demais pra mim.
    Gostei muito do texto, e essa música de fundo deu um toque muito especial, e muitas lembrança vieram me visitar. enquanto lia.
    Boa semana e uma Feliz Páscoa! Que tenhamos dias de muita paz, reflexão e alegrias. Um beijo Sônia!

    ResponderExcluir
  20. Sônia , o poema da Adélia Prado que faz parte de seu belíssimo e comovente texto deixa claro que o amor está nos gestos de carinho , no sentimento de querer ver o outro bem cuidado e se sentindo querido , sem precisar de palavras . Concordo que na nossa geração muitas de nós e de nossas mães não dizíamos abertamente , como nos dias atuais , " eu te amo " abertamente . Contudo nos sentíamos e amávamos com intensidade . Por fim , nosso grande poeta Drummond já afirmava que mães não deveriam morrer , não é ? Seu depoimento a fez feliz , com certeza . Beijos e uma abençoada Páscoa a você e a seus familiares .

    ResponderExcluir
  21. Olá Sonia
    Sempre devemos ter na lembrança o quanto os que nos rodeiam são importantes para nós, o olhar para dentro de nós ver em que realmente estamos dando o real valor, para que não venhamos a nos arrepender de não dizer algo ou abraçar mais, beijar mais, acarinhar mais.

    Bjs

    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Boa noite Sónia,
    Um amor lindo que ainda nutre por sua saudosa mãe.
    Forte e lindo texto.
    Obrigada pela sua visita.
    Feliz Páscoa!
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderExcluir
  23. Sonia, fiquei emocionada! E mesmo assim, sem falar sobre amor, a mamãe soube bem amar. O amor tem uma linguagem própria e ilimitada. Lindo, lindo!

    ResponderExcluir
  24. Um texto absolutamente comovente!...
    Muitas vezes, mesmo não se falando de amor... ele sempre esteve lá... presente em todos os gestos, cuidados e atenções que sua mãe nutria por todos vocês!... Pois sem precisar de falar... sempre foram amados...
    Não cheguei a tempo de desejar uma Páscoa Feliz... mas espero que a tenha tido, na companhia de todos os seus, Sônia!
    Beijinhos! Continuação de uma boa semana!...
    Ana

    ResponderExcluir
  25. Cativante esta lembrança que também dói.
    Bji **

    ResponderExcluir
  26. Bom dia Sônia.
    Uma bela homenagem. Amiga creio que sua saudosa mãe sabe do seu amor e saudade. Creio que a vida contínua após a morte. Uma linda semana. Enorme abraço.

    ResponderExcluir
  27. Que texto tão lindo e emocionado. Uma homenagem carinhosa à sua mãe, nota-se o amor que lhe dedica e a saudade que ficou.
    Eu ainda tenho a minha por perto, ainda a posso aproveitar.
    Beijinhos :*

    ResponderExcluir
  28. Linda homenagem ã mae amada!
    Carol

    ResponderExcluir
  29. Olá Sônia,

    Um texto tocante para homenagear sua mãe. Datas especiais possuem o condão de trazer à memória lembranças mais fortes dos entes queridos que se foram. Aí, a saudade aperta.
    Creio que as famílias da nossa geração não eram abertas para expressarem o amor em palavras, mas os gestos, o zelo e o cuidado dispensavam as declarações de amor em palavras. Amor era mesmo palavra de luxo,como versou Adélia Prado-rs.
    Linda e carinhosa homenagem!

    Beijo.

    ResponderExcluir
  30. A dor transformada em um belo e tocante texto. O que ficam na memória são
    os bons momentos.
    Boa continuação de semana.
    Abraços.

    ResponderExcluir