Quem sou eu

Minha foto
O grupo Mulheres 4 Estações,nasceu do encontro de ideias de 3 mulheres, ao perceberem em si o quanto é prazeroso e enriquecedor a troca de vivencias, já que tantas vezes nos reconhecemos no pensamento e sentimento alheio. Então veio o desejo de compartilhar essa experiencia com outras mulheres..... e assim como a natureza se reveste das estações para se revelar aos nossos olhos,nós nos revestimos do falar e ouvir, para nos revelar a nós mesmas.........

domingo, 21 de janeiro de 2018

SABOREAR

"Ando com fome de coisas sólidas e com ânsia de viver só o essencial. Pessoalmente, penso que chega um momento na vida da gente em que o único dever é lutar ferozmente por introduzir, no tempo de cada dia, o máximo de eternidade."
(Guimarães Rosa)

                                         (Foto de Adriele G.)
                            
Em 2017, os dias passaram por mim com uma velocidade impressionante. Tive de dar conta de muitas atividades ao mesmo tempo, talvez por conta disso, no início de novembro acabei tendo uma tendinite do calcâneo, que me custou mais de 30 dias de repouso e muitas limitações. 
Antes da tendinite eu estava numa fase muito chorosa, lamentando a correria, o cansaço físico e mental, resumindo, com pena de mim mesma. 
O repouso forçado me fez rever algumas atitudes mentais e emocionais e valorizar - literalmente - cada passo dado, cada atividade desenvolvida.
Que existe uma diferença entre o que há para ser feito e o que eu posso fazer naquele dia.
Perceber o quanto as pequenas pausas diárias são necessárias, a fim de frear a ansiedade em dar conta de tudo.
Prestar atenção no que está sendo feito e falado, estar realmente conectada com o aqui e agora.
Por isso, ao acordar, tenho procurado abrir os olhos devagar, me espreguiçar na cama e fazer minha oração matinal, em vez de pular ao primeiro toque do despertador. 
Tomar minha xícara de café com calma e acreditem, ele está bem mais saboroso,  embora seja a mesma marca e medida no preparo.
Não sei vocês, eu até fico sem o café no decorrer do dia, mas pela manhã ele é indispensável. 
Sentir seu aroma na cozinha e tomar uma xícara dele bem quentinho me dá a sensação de que o dia realmente começou e estou pronta para iniciar minhas atividades. 
Talvez, eu precise colocar mais vezes em prática o ato de saborear.
Saborear o café, a refeição, o momento, a vida.
Lentamente!
(Sônia A.)
                            
Que possamos saborear o novo ano, com o cuidado amoroso que merecemos.
 
                   FELIZ 2018!

32 comentários:

  1. Isso mesmo! Tudo foi dito com verdade e lindamente! Temos que sorver cada gole com alegria e tranquilidade.. Pena NEM SEMPRE O FAZEMOS! tUUUUUUUUUUDO DE BOM! BJS PRAIANOS,CHICA

    ResponderExcluir
  2. Sonia, que alegria tê-la de volta!
    Seus percalços trouxeram ensinamentos para você e agora, através deste texto, você também nos ensina.
    Aprecie a vida, saboreie plenamente tua xícara de café: a cor, o peso, o aroma, fumaça, enfim, esteja ali, no presente sem se preocupar com o dali a pouco...

    acho que eu também estou precisando saborear minha xícara de café!
    beijo e boa semana

    ResponderExcluir
  3. Há que aproveitar cada momentoporque o tempo voa.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. A pressa , sempre a correria . Não saborear as refeições nem a vida . É preciso parar . E ficar . Os chineses dizem para não ter pressa de ver o fundo da chávena...
    Mas que cada acto seja uma lição para aprendermos a melhorar a vida
    Boa semana
    Bjis

    ResponderExcluir
  5. Querida Sônia,que prazer ler este texto. Tu e Guimarães Rosa em sintonia! Precisamos mesmo colher os nossos dias com muito amor e cuidado. Um lindo e perfumado ano para si,repleto de amor! Beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Querida Sônia,

    Como apreciei esta leitura aqui, o
    nosso mestre Guimarães Rosa a nos
    dizer em eternidade a essência do
    valor da vida, e depois o caminho
    do seu belíssimo texto a nomear
    este essencial no "ato de saborear"
    a cada gesto, cada respiração a
    vida que pulsa e é tão bom
    ser guiada com a calma. ..
    Muito grata pela sua visita e
    seus votos.
    Estava saudosa das leituras
    aqui no seu espaço, sempre
    preciosidades! !
    Uma semana luminosa e repleta
    deste ato de saborear.
    Grande abraço de Paz!

    ResponderExcluir
  7. Gostei da frase de Guimarães Rosa. Gostei do seu texto e agradeço os desejos de bom 2018, que retribuo...
    Uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Olá Sônia!
    Dizem que quando não aprendemos pelo amor, aprendemos pela dor, que nada mais é que o corpo dizendo: pare de fazer o que está fazendo, você está me machucando! Bendita mestra é a dor, pois sem ela, continuaríamos na trilha errada até nos matarmos...e benditos somos nós quando aprendemos com nossos tropeços, e assim como vc fez, temos a força de vontade para desacelerar e reaprender a viver de outra maneira, mais saudável, abrindo mão de algumas coisas para que outras entrem em nossa vida.
    Um ótimo ano para você, seja bem sucedida em seu intuito de bem viver!
    Abraços
    Bíndi e Ghost

    ResponderExcluir
  9. Oxalá já esteja recuperada sa sua tendinite. Essa inflamação é sempre muito difícil de passar.
    E vá com calma que a vida deve ser vivida sem pressas.
    Um abraço e boa semana

    ResponderExcluir
  10. Olá querida Sônia,
    Voce disse tudo nesse texto, é o que eu tenho feito a cada dia, tomo o meu café da manhã, faço as minhas orações, exercícios físicos... e procuro viver cada dia sem muita correria. A vida passa muito rápido, precisamos valorizar mais, esta correria do dia dia é estressante e tem matado muita gente.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. A vida é assim de tudo um pouco!
    Que seja um bom ano novo! bj

    ResponderExcluir
  12. A vida é assim de tudo um pouco!
    Que seja um bom ano novo! bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Passando para desejar um fim de semana bem AGRADÁVEL!!!

      Se quiser passear por Gondramaz … uma aldeia de xisto:
      https://crocheteandomomentos.blogspot.pt/2018/01/gondramaz.html

      Se quer uma omolete saudável … veja a receita:
      https://ospetiscosdagracinha.blogspot.pt/2018/01/omolete-de-claras.html

      Aqui encontra recantos com que todos sonhamos:
      https://asarteiricesdagracinha.blogspot.pt/2018/01/recantos-de-leitura.html

      E para todos os que apreciam “poesia” … o meu “poetar”:
      https://mgpl1957.blogspot.pt/2018/01/desta-janela.html

      Excluir
  13. «Perceber o quanto as pequenas pausas diárias são necessárias», sem dúvida! Levamos a vida a correr, por isso achamos que tudo tem que ser feito para ontem. E depois acabamos por não aproveitar os momentos e, em muitos casos, até pode afetar a nossa saúde.

    r: Concordo totalmente! No momento pode não parecer, mas a vida há-de mostrar-nos o porquê

    ResponderExcluir
  14. Hola, por aquí ando para leerte que por cierto es placentero, y de paso devolverte la visita, la cual agradezco de corazón. Mil gracias.

    Totalmente de acuerdo con este lindo texto que nos regalas con todas las verdades del mundo.
    Esas pequeñas cosas que nos rodean a diario, son las más importantes y son las que nos hacen felices de vedad.
    Y ese cafecito mañanero, a mí que no me falte, mientras que no lo tomo no soy nada. Me da energía tanto mental como corporal.

    Ha sido un placer conocer tu blog y leerte.
    Un abrazo junto a mi gratitud y estima.
    Se muy= muy feliz.

    ResponderExcluir
  15. Uma reflexão linda e oportuna! A pressa tira o real sabor do momento. Precisamos valorizar e desfrutar a vida intensamente... Gosto da canção: “Ando devagar pq já tive pressa”...
    Um abraço e que 2018 seja abençoadíssimo p você...

    ResponderExcluir
  16. Boa tarde
    O tempo voa e quando nos damos conta esquecemos de observar coisas simples do dia a dia.
    Beijos,que o Novo Ano seja repleto de boas realizações.

    ResponderExcluir
  17. Bom dia Sônia.
    Que sabia verdade. Corremos tanto que fazendo nosso corpo trabalhar mas do que pode suportar e chega ao ponto de precisarmos desfrear. Viver a vida sabendo trabalhar, relaxar, viver e amar. Tendo até momentos do não fazer nada,apenas relaxando nós da a capacidade de sermos muito mas felizes. Um lindo fds
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  18. Olá Sonia, que post lindo!!!!
    Essa frase do Guimarães é maravilhosa e sua história aqueceu meu coração.
    Sinto muito pela ausência. Tive alguns problemas pessoais, vou responder por e-mail.
    Desejo a você um Saboroso 2018!!!
    Grande e carinhoso abraço

    ResponderExcluir
  19. Amei seu texto!
    Muitas vezes exageramos mesmo mas o bom é se dar conta que existem pequenas delícias que são grandiosas como o cafezinho e um pão com manteiga...
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  20. Isso mesmo minha amiga! Meu ano não foi diferente do seu, nas correrias, sem tempo para nada, fui também surpreendida por uma crise brava de ansiedade, que me deixou de lado literalmente. Senti falta das amigas, dos cafés com bobagens, das piadas sem graça, da presença de gente ao meu redor. Eu não sei e não posso viver sozinha, sem amigos e sem longas conversas. É a vida nos obrigando a vivê-la plenamente!
    Vamos arrumar um tempo para saborear um café ?

    ResponderExcluir
  21. E depois de um 2017, particularmente atribulado, aqui deste lado... também já eu venho praticando tal... apreciar o prazer dos pequenos momentos... e fazer apenas o possível... sem querer dar conta de tudo...
    Adorei seu texto, no qual me revi, Sônia!
    Deixando um beijinho, e fazendo votos de que 2018, seja incomparavelmente melhor do que o ano que passou... e esperando, que já se encontre plenamente recuperada!
    Tudo de bom! Feliz fim de semana! E um óptimo mês de Fevereiro... que muito em breve estará chegando!...
    Ana

    ResponderExcluir
  22. Bom dia!
    Uma médica homeopata que me trato, me disse uma vez que o corpo dá aviso sutis e ignoramos. Então, uma hora ele diz "agora vc vai parar" rsrs. Aconteceu muito comigo.
    Hoje em dia, procuro viver o momento. Sem ansiedades extremas, sem muitos planejamentos etc... E assim como vc, comecei a perceber o sabor da comida, a cor do céu, as flores, as pessoas. Comecei até a para para falar com as pessoas. Confesso que essa transformação me fez melhor e as doenças que tive foram ensinamentos importantes.

    Um ano lotadinho de bênçãos para vc e os seus!!!
    Café, sempre!!! Todos os dias e várias vezes!!! rsrs.

    ResponderExcluir
  23. Oi Sônia, acho que é bem por aí mesmo;
    Deixo a correría fora de casa.
    Algumas vezes as doenças nos colocam um freio e faz-nos a refletir de que maneira queremos viver...
    A minha agenda e meio que um diário para não me esquecer o que realmente me importa. Uma das coisas que gosto muito é a hora do chá; independente onde eu esteja dou uma parada, e tento me reconectar com a minha realidade e não essa que as vezes são impostas ou temos que engulir por alguma razão.
    Adorei te ler.
    Bom começo de mês.
    PAZ E BEM.

    ResponderExcluir
  24. ¡Hola Sonia!

    Nos dejas un bonito e importante texto. Si, es verdad que cuando somos jóvenes, parece que queremos abarcar todo y no paramos de correr y la verdad, creo yo, mientras criamos los hijos no nos queda mucho tiempo para pararse, el ama de casa trabaja las 24 horas, domingos y días de guardar y parece que no llega el tiempo para relajarse.
    Luego que los críos crecieron, se situaron, ya parece que se lleva la vida con más calma y eso es lo correcto, lo que debemos hacer. Yo ya llevo a la práctica tu consejo que me parece genial.

    Ha sido un places pasar por tu espacio
    Te dejo un beso y mi gratitud.

    Se muy -muy feliz.

    ResponderExcluir
  25. Parece que descreveu o meu ano de 2017....que terminei também com uma contractura muscular no gémeo esquerdo, seguida de tendinite no joelho que, ainda, me aborrece...por isso achei seu «post» uma delícia!

    >Beijo meu

    ResponderExcluir
  26. Olá Sônia!
    Estou em um momento parecido com as tuas palavras. Eu mudei de casa, de cidade, de rotina, ainda continuo a tentar entender o tempo. Digo, este novo tempo que é agora a minha vida.
    O meu café encantando é o cafe da tarde. Das 5 horas, especificamente. Tenho que parar tudo, desacelerar e por vezes, dependendo da estação, poderá ser um chá.
    Adorei te ler, te sentir.
    Muitos beijinhos.

    ResponderExcluir
  27. Conseguir saborear as coisas mais simples da vida é para mim uma delícia!
    bjns

    ResponderExcluir
  28. E como tive saudades, deste cantinho... vim aqui espreitar...
    Deixando um beijinho, e esperando que tudo esteja bem, aí desse lado...
    Ana

    ResponderExcluir
  29. Que texto bonito! Também amo tomar um café quentinho! Que possamos sempre saborear os momentos bonitos da vida.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  30. Dando uma passada para te desejar uma boa páscoa.

    ResponderExcluir
  31. Sonia ,
    Hoje estou aqui para desejar a você e sua família uma abençoada Páscoa .
    Beijos

    ResponderExcluir