Quem sou eu

Minha foto
O grupo Mulheres 4 Estações,nasceu do encontro de ideias de 3 mulheres, ao perceberem em si o quanto é prazeroso e enriquecedor a troca de vivencias, já que tantas vezes nos reconhecemos no pensamento e sentimento alheio. Então veio o desejo de compartilhar essa experiencia com outras mulheres..... e assim como a natureza se reveste das estações para se revelar aos nossos olhos,nós nos revestimos do falar e ouvir, para nos revelar a nós mesmas.........

terça-feira, 24 de outubro de 2017

PHOENIX



Como se chama o que renasce das cinzas? 
A mitologia nos apresenta uma ave fabulosa que durava muitos séculos e, queimada,renascia das próprias cinzas.
Há variações que acrescentam que, além do renascer, essa ave tinha a capacidade de pressentir o cheiro de um fim, e ia ao seu encontro, jogando-se contra o fogo para que se cumprisse o seu destino.
Phoenix é o nome da ave.

E humanamente, como chamamos quem renasce de si?
Como chamamos quem pressente o cheiro de um fim e se lança mortalmente ao encontro deste com bravura, dor, coragem, medo, tristeza, lamento, altivez, tontura.
Com toda sua bagagem, ao encontro do que lhe espera, porque o sabe inevitável e ao inevitável não se pode fugir.

Como chamamos quem sobrevive a si para ensinar aos outros que é possível renascer?
Como chamamos quem exerce amor como prática de vida e morrendo em sua sina revive porque o semelhante precisa dessa ressurreição?
Como chamamos quem expõe suas dores, seus medos, seus temores, com naturalidade e sabedoria contumaz porque é assim que tem que ser ?
Não sei.

E a Phoenix pousou sobre meu inconsciente.
É que nesse mundo, meu feito mais constante é o de observar.
Do que vejo e sinto, escrevo.
Mas por agora, me perdoe, não sei denominar.

Não sei nem mesmo como chamar esse estado que se adquire, essa capacidade, não de sobreviver às intempéries, mas de renascer da morte dos próprios sonhos.
Mas sei que é possível.
E vejo Phoenix sobrevoando o mundo do renascer.
A fábula e a vida real dançando juntas. 
A primeira é a mestra, a segunda a aluna.

E assim como a ave mitológica que tenta ensinar a recolher o pó da combustão de nossas substâncias essenciais porque será dele que virá a nova vida, precisamos ir ao nosso encontro.
Precisamos virar a esquina do pesadelo com a consciência clara de que de nossas cinzas nos faremos vida e de novo sonho.

Não sei como chamar quem renasce das próprias dores e do próprio fim.
E renasce sempre melhor e mais belo.
Mas tenho cá comigo a intuição de que se chama GENTE.
E é com essa GENTE que eu quero aprender a viver.

(Maine Virginia Carvalho)

 

12 comentários:

  1. Um belo texto, que me levou a refletir sobre a vida e a força que é precisa para renascer sempre que ela nos dita abaixo.
    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Um texto único na beleza e na
    simbologia profunda do processo
    do renascimento.
    Afinal, nesta viagem do
    aprendizado da vida, renascer
    a cada instante nos passos
    da evolução!...
    Grata por este momento de
    leitura aqui, querida Sônia!!
    Votos de final de semana
    luminoso.
    Abraço de paz.

    ResponderExcluir
  3. Um texto maravilhoso de Maine Virginia Carvalho. Faz bem reflectir sobre estes assuntos...
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  4. Um texto maravilhoso com uma reflexão bem a propósito.

    Tudo seria melhor se todos tivéssemos essa capacidade de nos transformarmos revigorados dos nossos piores pesadelos.

    Não com a mesma intensidade da Phoenix, mas acredito que todos temos um pouco dessa força de renascer.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Querida Sônia,como sempre nos presenteando com textos fantásticos. Grande beijinho!

    ResponderExcluir
  6. Aqui está um belo texto que nos faz pensar. Costumo dizer que a vida é um constante começar de novo, é chei de instantes, acabando um e logo começando outro totalmente diferente do anterior; como diz o nosso Manuel Alegre, a cada instante temos uma pequena despedida e, assim sendo, deveriamos ter a capacidade de ir fazendo pequenas reflexões sobre o que temos feito com esses preciosos momentos; são muita vezes dolorosos e que nos deitam abaixo, mas devemos ter coragem bastante para nos levantarmos e seguir em frente com a esperança de que o próximo seja mais luminoso. Corrigir os nossos erros, olhar à nossa volta desculpando e entendendo as falhas dos outros, dando a nossa mão a quem não consegue levantar-se sozinho, faz de nós pessoas, gente, seres humanos de verdade. ? Só assim renasceremos das cinzas em que tantas vezes nos sentimos mergulhados. Amiga, muito obrigada pela bela reflexão. Desejo-te saúde, paz e serenidade. Um beijinho
    Emilia

    ResponderExcluir
  7. Así es, aprender a vivir la vida es una virtud que no todos tenemos o sabemos... Mas vida hay una sola, nadie nos va a regalar otra, por lo tanto, busquemos, aprovechemos alegremente todos los bellos instantes, los malos llegan solos y trataremos de arreglarlos, si tiene arreglo, sino,
    olvidarlos es lo correcto.

    Bueno, esta es mi humilde manera de pensar.

    Un saludo muy cordial, me ha encantado el texto.

    ResponderExcluir
  8. Um texto muito belo!...
    Renascer, realmente, é o que se tenta fazer todos os dias... tentando ultrapassar os revezes da vida... e não sucumbir à frustração da vida, nem sempre ser aquilo que se desejaria... se calhar... não se sofreria tanto, se não fossemos tão exigentes com nós mesmos... e se nos lembrássemos que por esse mundo fora... por muito mal que estejamos... há sempre quem esteja muito pior... mas como as dores dos outros raramente nos doem... concentramo-nos mais nos nossos problemas... tornando-os por vezes, mais dramáticos do que realmente são...
    Um texto muitíssimo interessante, que nos deixa a reflectir sobre a essência humana...
    Beijinhos! Feliz Novembro!
    Desejando-lhe também um excelente fim de semana...
    Ana

    ResponderExcluir
  9. Nossa! Que lindo!!!
    Bem assim... os humanos de verdade... de carne, osso, espírito...
    Os que vivem, sentem e prosseguem com isso e apesar disso. E ainda assim, tentam fazer do mundo um lugar melhor, se doando e aprendendo...
    Adorei!!!

    Abraços esmagadores e feliz semana.

    ResponderExcluir
  10. Boa noite Sônia!
    Um texto tão bonito, que fez pensar sobre a força da vida.
    Um beijo!
    Continuação de boa semana!

    ResponderExcluir
  11. A vida é mesmo interessante... uns aprendem com a dor outros com o amor.
    Eu aprendo com a dor, com amor, com a observação e tbm com belos textos como esse aí de cima k.
    Boa continuação de semana.
    PAZ E BEM.

    ResponderExcluir