Quem sou eu

Minha foto
O grupo Mulheres 4 Estações,nasceu do encontro de ideias de 3 mulheres, ao perceberem em si o quanto é prazeroso e enriquecedor a troca de vivencias, já que tantas vezes nos reconhecemos no pensamento e sentimento alheio. Então veio o desejo de compartilhar essa experiencia com outras mulheres..... e assim como a natureza se reveste das estações para se revelar aos nossos olhos,nós nos revestimos do falar e ouvir, para nos revelar a nós mesmas.........

domingo, 8 de março de 2015

1° ENCONTRO

Somos partes variadas de uma única  pessoa,como uma colcha feita de retalhos,onde cada experiência tece um pedacinho de nós.
Somos retalhos do tempo, sentimentos, memórias e várias fases que vivemos.

Esse foi o tema da nossa reunião inicial,que se deu de forma descontraída.
Entregamos um caderno a cada uma, para que no decorrer do ano possam escrever os sentimentos e impressões que despertam em si após cada encontro.
Escrever é uma ótima maneira de expressão e ajuda a organizar as idéias.

Finalizamos nossa roda de conversas com uma dinâmica através da escrita,onde uma participante recebeu uma frase para completar, dobrou o papel cobrindo a frase que leu e deixando só a sua, que outra completou e assim por diante.
Um texto escrito por várias mãos.

Por isso finalizamos este post com o resultado final da dinâmica.

"Eu vou tecendo minha história. ..
Vivendo com coragem e amor.
Ajudando quem mais precisa, isso me ajuda a  melhorar.
Que a cada dia, possamos auxiliar o próximo e a nós mesmos.
Demonstrando o que sentimos, dividindo nossas emoções, para que haja mais  união.
Mas as vezes não conseguimos demonstrar os sentimentos e isso nos traz frustração.
Ela se instala a medida que não falamos o que pensamos e queremos.
E só conseguimos amadurecer, à medida que aceitamos o que é bom e ruim em nós."

Obrigada meninas, por nos darem a oportunidade de tecer de forma tão amorosa, momentos ao lado de vocês.
(Alex, Carol e Sônia) .


6 comentários:

  1. Este encontro me fez mudar a forma de pensar sobre uma questão que todos temos (ou deveríamos ter): os sonhos/ planos para o futuro.
    Eu acreditava que deveríamos ser cautelosos quanto aos nossos sonhos, pois ouvia frequentemente aquele ditado de que “ quanto mais alto o sonho, maior a queda”.
    Porém, o comentário de uma das participantes do grupo me fez mudar de opinião.
    Entendi que podemos sonhar livremente, mas devemos estar preparadas para um possível fracasso.
    Afinal, um sonho pode ser realizado com sucesso ou simplesmente não dar certo. Aí, devemos estar prontos para levantar após a queda e seguir em frente, construindo novos sonhos.
    Obrigada amigas, por mais esse aprendizado! E até nosso próximo encontro!

    ResponderExcluir
  2. Que delícia de encontros ! Tantas experiências compartilhadas, tantas emoções afloradas! Que possamos continuar dividindo esse tempo com as pessoas que nos são caras. Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Texto retirado da internet de autor desconhecido ...

    No principio eu era Eva
    Nascida para a felicidade de Adão
    E meu paraíso tornou-se trevas
    Porque ousei libertação.
    Mais tarde fui Maria
    Meu pecado redimiria
    Dando à luz aquele que traria a salvação
    Mas isso não bastaria
    Para eu encontrar perdão.
    Passei a ser Amélia
    A mulher de verdade
    Para a sociedade
    Não tinha a menor vaidade
    Mas sonhava com igualdade.
    Muito tempo depois decidi:
    Não dá mais !
    Quero minha dignidade
    Tenho meus ideais !
    Hoje não sou só esposa ou filha
    Sou pai, mãe, arrimo de família
    Sou cientista, taxista, piloto de avião
    Policial feminina, operária em construção.
    Ao mundo peço licença
    Para atuar onde quiser
    Meu sobrenome é competência
    Meu nome é MULHER !

    ResponderExcluir
  4. Uma dinâmica muito interessante e que produziu ótimos frutos. É o que se vê do texto que se formou, escrito por várias mãos, mas que reflete unanimidade em bons sentimentos e propósitos. E, de fato, somente crescemos e evoluímos a partir do conhecimento de nós mesmos.

    Abraço especial a todas pelo dia dedicado às mulheres.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Oi Sonia, puxa que belo encontro deve ter sido, nós também fazemos a vivência do poema dobrado, é muito legal, o poema de vocês ficou muito tocante.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. É. Minha colcha de retalhos tem xadrez, poás, flores, cores fortes e mais apagadas, enfim, nenhum retalho repetido. Essa colcha tem muito q crescer ainda, e Eu crescer com ela......sempre.

    ResponderExcluir