Quem sou eu

Minha foto
O grupo Mulheres 4 Estações,nasceu do encontro de ideias de 3 mulheres, ao perceberem em si o quanto é prazeroso e enriquecedor a troca de vivencias, já que tantas vezes nos reconhecemos no pensamento e sentimento alheio. Então veio o desejo de compartilhar essa experiencia com outras mulheres..... e assim como a natureza se reveste das estações para se revelar aos nossos olhos,nós nos revestimos do falar e ouvir, para nos revelar a nós mesmas.........

domingo, 27 de novembro de 2016

ÚLTIMO ENCONTRO

Nosso último encontro foi muito agradável.
Primeiro cada uma escreveu uma carta a si mesma, as quais guardei com muito cuidado, para ser entregue e usada por elas no próximo ano, em nova atividade.
Depois fizemos o sorteio da amiga secreta, o que foi bem divertido, já que nas três primeiras tentativas, sempre uma de nós tirava seu próprio nome.
Após a entrega dos presentes, pudemos degustar de um delicioso lanche, oferecido carinhosamente por uma das participantes.
Este ano, várias delas -carinhosamente- abriram a porta da sua casa para nos reunirmos, tornando assim, os encontros acolhedores e agradáveis. 
Queridas amigas, obrigada a cada uma de vocês, pela rica oportunidade de trocar experiências ao longo do ano.
(Carol e Sônia)
                                      ( Foto do encontro feita por Tininha)
                                      CANTA E DANÇA MULHER
"Lembra mulher de quando teus pés descalços pisavam na terra molhada, depois da tempestade tão esperada.
Recorda quando teus ouvidos sabiam compreender as mensagens que o vento assoprava para o teu espírito.

Inspira fundo e sente o aroma daquela época onde viveste próxima aos frutos e às flores e tudo acontecia em tempo certo, sem apressamentos.

Compreende que teu corpo e tua alma obedeciam à voz da Grande Mãe, e tua vida fluia plena de sabedoria, pois tu representavas a Deusa, o Sagrado Feminino, e de ti resplandecia toda a generosidade.

Recorda que conhecias bem os mistérios da lua, tua irmã, e te guiavas por instintos e intuições, sonhavas com as respostas e cheia de confiança em teu coração guiava a tua vida e de tantos outros por caminhos seguros.

Tua natureza, sempre disposta a dar vida e dela cuidar, ligada por estreitos laços aos ritmos e ciclos do universo, sabia cantar e dançar, e assim espalhava alegria pelo norte, pelo sul, pelo leste e pelo oeste, sem perder o teu centro.

Rosa dos ventos e dos tempos, hoje estás novamente aqui, mas não te esqueça jamais de continuar a cumprir o teu sagrado papel.
O Universo ainda carece do teu feminino...

Ah! Então canta e dança
E o destino dos homens se cumprirá!"

(Autoria desconhecida)

sábado, 12 de novembro de 2016

ORAÇÃO AO TEMPO

Tudo o que lhe peço, Tempo, é que me salve do meu coração. Dessa entrega absurda de ir até o outro e me deixar sem mim.
O que lhe peço, Tempo, é o caminho do meio. Aprender a receber antes de me entregar. Ver além.
Peço que me devolva a mim mesma. Que eu me reconheça e me acolha. Me aqueça em meus buracos escuros e definitivamente me toque. Que eu saiba cuidar somente do que me cabe. E deixe ir. E deixe vir. Natural, inteira e suavemente. 
Que a vida me encontre distraída, sem a ânsia de buscar o que não sei. O que não vale. O que não é. 
O que lhe peço, Tempo, é a aceitação do tempo e da vida como ela é. Sei que ela me aguarda plena e legítima. Mostre a ela o caminho até mim. Enquanto isso, me adormeça em paz até que a verdade me alcance como um beijo. Tire de mim essa ânsia de ser feliz, inverta a ordem das coisas e assopre no ouvido da alegria o momento de me capturar sem volta. 
Que eu me aquiete na paz do merecimento, sem dar um passo ou um pio. Que apenas contemple. Que eu resista à tentação de correr para o que ainda não está pronto. Que eu me apronte para a surpresa de um dia simples.
Que eu acorde como quem nasce.
Amém.
(Cris Guerra)

(imagem google